T U T O R A : )

carregando...

Empreendedores precisam de mais mentorias, diz estudo

Este artigo é uma tradução adaptada de “New Study Reveals Entrepreneurs Need More Mentoring”.

É senso comum que por trás de todo grande líder existe um conjunto de grandes mentores e conselheiros. Steve Jobs tinha Ed Woolard e John Sculley, Bill Gates considera Warren Buffet um mentor, e Bob Iger credita seu ex-chefe Tom Murphy não apenas pelo seu sucesso na Walt Disney, mas também por ter inspirado o programa de mentoria que Iger introduziu que une os principais executivos da Disney com os principais CEOs de startups de tecnologia. Embora a maioria dos empresários não tenha executivos mundialmente famosos orientando-os, a importância dessas interações é óbvia. De acordo com uma análise realizada pela Endeavor, uma organização sem fins lucrativos que apoia empreendedores de alto impacto em todo o mundo, as empresas cujos fundadores foram orientados por um empreendedor de alto desempenho têm três vezes mais chances de se tornarem top performers.

No entanto, a conexão com mentores também é importante para os empreendedores do dia a dia. A Kabbage, Inc., uma plataforma global de serviços financeiros, tecnologia e dados, entrevistou recentemente mais de 200 proprietários de pequenas empresas nos EUA para avaliar a importância da mentoria para esse grupo. Suas descobertas provam o ponto:

  • Apenas 22% das pequenas empresas tinham mentores quando começaram seus negócios. Outras 17% disseram ter tido um consultor ou mentor, possivelmente pago. 63% dos empreendedores não tiveram orientação profissional no início de seus negócios.
  • As estatísticas do fracasso de novos negócios são terríveis: 20% das pequenas empresas fracassam no primeiro ano, 30% das pequenas empresas fracassam no segundo ano e 50% das pequenas empresas fracassam após cinco anos, quando seu financiamento ou entusiasmo, ou ambos, secam.
  • 92% dos proprietários de pequenas empresas concordam que os mentores têm um impacto direto no crescimento e na sobrevivência de seus negócios. Um relatório anterior da Kabbage revelou que 84% das pequenas empresas atingem lucratividade nos primeiros quatro anos de seus negócios, com 68% atingindo lucratividade no primeiro ano. Os primeiros anos de qualquer negócio são, portanto, um período crucial de “conseguir ou quebrar”, e os mentores de negócios são vitais para seu sucesso.
  • De todos os entrevistados, 89% dos proprietários de pequenas empresas que não tinham um mentor desejariam ter. Essas estatísticas destacam a necessidade da comunidade empreendedora de encontrar e se conectar com mentores qualificados que possam fornecer conselhos sólidos para ajudar uma empresa nesses primeiros anos instáveis.
  • A boa notícia é que mesmo aqueles que não foram mentorados estão tomando medidas para ajudar a próxima geração. O estudo mostra que 61% dos atuais proprietários de pequenas empresas mentorizam outros empreendedores e 58% mentorizam especificamente empreendedores mais jovens, principalmente nos ramos de imóveis, administração de propriedades e construção.

“Um grande mentor é alguém que oferece conselhos objetivos, sob uma nova perspectiva, está disposto a colaborar, ouvir e aprender, além de ajudá-lo a manter o foco em seus objetivos, em seu propósito e no que você está trabalhando tão duro para alcançar ”, Observa Amy Zimmerman, chefe de operações de pessoas da Kabbage. “As empresas têm uma grande oportunidade de oferecer a todos em sua rede o benefício da mentoria – dos fundadores aos estagiários. Os dados mostram que essa orientação pode ser crítica para o sucesso. Oferecemos esse privilégio no Kabbage e obtivemos grande sucesso com ele. Também é um benefício acessível que as empresas podem aproveitar facilmente”.

Se você não encontrou um mentor para seus negócios não é tarde demais. Shelcy Joseph escreveu recentemente um artigo intitulado: “Os cinco segredos para encontrar o mentor perfeito”. Eu acrescentaria que você pode procurar mais de um mentor, dependendo de suas necessidades, pois a experiência em uma área de especialidade pode ser tão valiosa para você quanto o conhecimento geral das empresas.

Existem organizações que ajudam os proprietários de negócios a achar um mentor. A SCORE, com mais de 13.000 mentores voluntários, ajuda novos empreendedores há mais de 50 anos com orientação e educação gratuitas para os negócios. O SCORE “se dedica a ajudar a conectar mentores — na maioria das vezes aposentados altamente experientes que oferecem seu tempo — a executivos carentes”. Outro recurso é o MENTOR. “O MENTOR aumenta a quantidade e a qualidade das mentorias para os jovens do mundo, ao diminuir a distância entre eles e o mentor”.

Na realidade, encontrar um mentor apropriado não é tão problemático quanto reconhecer a necessidade de orientação! Se você ainda não possui um — agora é um bom momento para entrar em contato.

Artigos relacionados

Posts recentes

Mentoria no ambiente de trabalho: 7 motivos para disponibilizá-la aos colaboradores da sua empresa!
O que pode ser eficaz no desenvolvimento profissional dos colaboradores do seu negócio
Employer branding: saiba o que é e como ele pode ser aplicado pelo RH