T U T O R A : )

carregando...

Agendou sua mentoria? Saiba como se preparar para ela​

Agendou sua mentoria? Saiba como se preparar para ela

Então, você agendou sua mentoria. Já sabe o desafio que quer abordar e quem será seu mentor. Agora, só falta um detalhe: se organizar para tirar o maior proveito deste encontro. 

Por isso, reunimos cinco dicas que irão te ajudar a aproveitar essa oportunidade de crescimento.

01: Tenha claro seus objetivos: 

Para qual objetivo da sua vida pessoa ou profissional você está buscando mentoria? O que você deseja alcançar? 

Dedique um tempo para refletir sobre suas metas  no curto e no longo prazo. Definições de tempo são complicadas, mas normalmente são considerados como curto prazo algo como um ano/dois anos e o longo como 5 anos ou mais. Mas, é claro que  você pode adaptar esses prazos a sua necessidade.

Dica: para ser mais assetivo é importante que o objetivo apresentado esteja alinhado ao tema da mentoria. Busque contextualiza-lo de uma maneira que seu mentor consiga perceber sua motivação e intenção. 

2. Descubra suas forças e oportunidades para desenvolvimento

Autoconhecimento é chave aqui. Listar os seus pontos fortes e as oportunidades de melhoria é um bom começo para que o seu mentor saiba em que áreas pode ajudá-lo. Se você está buscando auxílio no desenvolvimento pessoal, seu mentor pode dar uma forcinha na hora de trabalhar competências que você precisa.

É através desses pontos que seu mentor poderá lhe dar uma instrução mais assertiva com seu perfil. Apontar caminhos que sejam mais coerentes para a resolução do seu desafio. 

3 – Alinhe expectativas

Existem vários pontos nos quais um mentor pode te ajudar, mas é legal ter em mente o principal objetivo que você tem com esse encontro. Alguns dos papéis mais comuns são:

  • Conselheiro: nesse papel o mentor pode te dar dicas mais gerais. Ele te ouvirá e tentará te guiar através de experiências pessoais. Exemplos são: como lidar com objeções, contruir uma boa rede de networking, etc.
  • Provocador: um agente de mudança, auxiliando o mentorado a explorar oportunidades. Ele irá te apresentar uma visão diferente, talvez, da que vocè está habitado, levando a construção de uma nova linha de pensamento. 
  • Orientação de carreira: ele pode ajudar você no desenvolvimento de competências, conversando sobre áreas em que você pode buscar oportunidades.

Essas áreas tendem a se misturar, então mais do que um nome, o que importa é que você saiba dizer o que espera ganhar do seu mentor. 

4. Identifique os tópicos que você pretende discutir

Liste pelos menos dois ou três tópicos que você tem interesse em conversar com o seu mentor, e assim você já evita perder tempo da reunião formulando pautas.

Claro, é sempre bom lembrar que vale a pena deixar uma abertura para discussões que surgem no momento, mas o ponto central é ter um norteador quando vocês se encontrarem.

5. Como você vai avaliar o sucesso da mentoria?

O objetivo dessa pergunta é nortear a mentoria e te preparar para o momento em que ela deve terminar. Tendo em mente o seu objetivo, você pode estabelecer claramente como vai avaliar o sucesso e, consequentemente mudar a sua estratégia. 

Se você está passando por uma transição de carreira, talvez decida avaliar sua mentoria conforme for capaz de se adaptar à nova posição. A mesma ideia vale para uma nova oportunidade, e assim por diante.

Seguindo essas dicas, você já consegue traçar um bom plano para as mentorias e, consequentemente, extrair mais do seu mentor e garantir o sucesso do relacionamento.

Artigos relacionados

Posts recentes

Mentoria no ambiente de trabalho: 7 motivos para disponibilizá-la aos colaboradores da sua empresa!
O que pode ser eficaz no desenvolvimento profissional dos colaboradores do seu negócio
Employer branding: saiba o que é e como ele pode ser aplicado pelo RH